Lendas Japonesas


Olá, fofuxos e fofuxas (^ω^)

Como foi o sábado de vocês? O meu foi ótimo, estava (e ainda estou) com uma baita -oi, alguém ainda fala isto?- dor nas costas e, à noite ainda fui com meus pais ao supermercado. Sabe, quando eu era pequena o supermercado era meu paraíso, mas agora é terrivelmente chato ter que ir lá. Agora imaginem como seria um mundo onde a comida aparecesse na sua geladeira sem você nem precisar sair de casa... Tá, acho que sou um pouco anti social, mas o que posso fazer? Sou péssima nessa coisa de falar com as pessoas.

Mas agora chega de falar dos meus problemas de gente chata e vamos ao post. Hoje eu vou falar um pouco sobre algumas lendas japonesas. Eu realmente fiquei um pouco assustada, esses japinhas são bons até em histórias de terror... 




1. A mulher da boca rasgada

Kuchisake-onna era uma mulher
linda. Esposa de um samurai ciumento, violento e líder da vila onde viviam. Por
sua beleza ela era cobiçada por vários homens da vila que apesar de serem
submissos ao seu líder não resistiam aos encantos de
Kuchisake-onna.
Um dia, seu marido juntou
todos os guerreiros da vila e deu-lhes a noticia que partiriam para a guerra e
que mesmo sendo vitoriosos iriam ficar muito tempo longe de casa. Vários meses
se passaram desde a partida de seu marido e Kuchisake-onna estava cada vez mais
triste e depressiva, pois nem tinha certeza que o marido estava vivo. Até que
ela conheceu um jovem samurai que não se juntou ao seu marido por ser jovem e
não ter treino suficiente para a guerra, Kuchisake-onna o seduziu e passaram a
ter um caso as escondidas.
Passado alguns anos seu marido
regressou, mas Kuchisake-onna havia mudado, estava apaixonada pelo jovem samurai
e seu marido começou a desconfiar de sua fidelidade e certo dia ele encontrou-os
conversando amigavelmente. Com ciúmes ele matou o jovem samurai e cortou a boca
de Kuchisake-onna de orelha a orelha, gritando: “Quem vai te achar bonita
agora?!”
Por causar desonra ao
marido e líder ela foi expulsa da vila e condenada a viver dentro da floresta.
Uma velha senhora que por pena a levava comida encontrou Kuchisake-onna morta
pendurada pelo pescoço em seu casebre. Dias depois do enterro de Kuchisake-onna
seu ex-marido foi encontrado morto com a boca cortada de orelha a orelha bem
como sua garganta.
Desde então o espírito vingativo
de Kuchisake-onna anda pelas ruas do Japão aterrorizando as pessoas e
principalmente adolescentes. Conta-se que o seu
fantasma aparece em trajes vermelhos como o sangue e usa uma máscara cirurgica para andar
despercebida pelas ruas do Japão. Ela então aborda uma pessoa e pergunta "Eu sou
bonita?", a pessoa diz que sim, então ela retira a máscara e pergunta "mesmo
assim?". Se a pessoa disser que Não, ela rasga-lhe a boca e mata, e se a pessoa
disser, por educação, que sim, Kuchisake-onna diz: "Então você
irá se parecer comigo" e corta de canto a canto a boca da pessoa, no entanto, a
deixa viver. Em 2007, lançaram no Japão o
filme Kuchisake Onna, baseado nesta sinistra lenda.


2. A garota do banheiro

Quem aqui já ouviu falar da
loira do banheiro? Provavelmente esta é uma versão americanizada da verdadeira
lenda que surgiu no Japão.
Hanako é nome de uma garotinha
que foi brincar de pique-esconde com os amigos, e se escondeu na porta dos
fundos do banheiro do terceiro andar. Depois, ela foi encontrada morta neste
mesmo local (nenhuma versão da lenda conta como ela morreu, mas se sabe que ela
era uma garota quieta que sempre era "maltratada" por seus
colegas).
Após algum tempo, começou a
rolar boatos de que a alma da menina estivesse ainda lá. E se tem duas coisas
que NÃO se deve fazer para não chamar a atenção da Hanako é: 1) ir pro banheiro
do terceiro andar; 2) bater na porta três vezes e falar “Hanako você está aí? Se
repetido isso três vezes, e você escutar uma voz falando “sim!” (Hai), amigo,
provavelmente você verá Hanako. Ela irá te sugar para dentro do banheiro. Apesar
disso ter acontecido em um só colégio, essa lenda se espalhou por todos os
colégios do país e do mundo, e se tornou uma das lendas urbanas mais
famosas.

3. A mulher do cruzamento

A mulher do cruzamento é (ou
foi) uma moça que foi atropelada por um carro. Toda vez em que o motorista for
uma pessoa que não ligue por ultrapassar os semáforos ou andar
desnecessariamente em alta velocidade, ela aparece subtamente em sua frente
pedindo “socorro” (tasukete!). Isso sempre acaba resultando em um terrível
acidente de carro. Lenda ou não, no Japão, morre mais pessoas no trânsito do que
em qualquer outro homicídio.


Sinistras, não? Bom, vamos combinar que são medonhas. Até na hora de criar lendas esses japinhas são bons!

12 comentários:

  1. Hahaha muito boom!

    Segui seu blog, pode seguir o meu de volta ?

    http://www.imaginaryworldss.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  2. Nossa auhashu gostei um bom post esse
    Vc aceita afiliações? u.u bjocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. flor, vc já é minha afiliada *u*

      Excluir
  3. Respostas
    1. Né! Eu fiquei morrendo de medo quando li essa u.u

      Excluir
  4. Meu Deus, medo de ir até no banheiro, HSAUHAS
    Euri com a sua frase, haha >.<

    Kissus~~
    >> Photos and Camera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também fiquei com medo *-* Frase épica, né... Haushaus

      Excluir
  5. Já ouvi todas :3 sou viciado em creepypastas e lendas

    Xoxo ♥ Sir Pizza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, como vc faz pra dormir à noite? Se eu lesse isso toda hora não ia querer nem ir ao banheiro ç.ç

      Excluir

Fique à vontade para comentar.
Peço apenas que não xinguem ou ofendam aos outros leitores.
Obrigada.